MundoBebê com calda de 6 cm nasce no México e surpreende médicos

Bebê com calda de 6 cm nasce no México e surpreende médicos

Radiografias feitas pelos médicos não revelaram nenhuma deformidade ou anormalidade na estrutura óssea da menina

Publicidade

Em uma maternidade no México, nasceu um bebê com calda de 6 cm e coberto de pelos. O caso, divulgado pelos médicos na publicação científica The Journal of Pediatric Surgery, ressalta o choque da equipe de parto ao ver a morfologia incomum do recém-nascido.

A mãe do bebê com calda fez uma cesariana no Hospital Nuevo León, em Guadalupe. Ela e o pai da menina estão na casa dos 20 anos e não têm problemas de saúde, disseram profissionais que estudam anormalidades “incomuns”.

Além disso, segundo o laudo médico, a cauda de 5,7 cm que se projeta da região do cóccix da menina é “macia”, “coberta de pelos finos” e tem ponta “pontuda”. Este foi o primeiro incidente desse tipo relatado no México.

Publicidade

Bebê com calda não tem deformidade óssea

Radiografias feitas pelos médicos não revelaram nenhuma deformidade ou anormalidade na estrutura óssea da menina.

Depois de analisar 40 casos semelhantes documentados cientificamente, a cauda foi considerada “benigna” e composta principalmente de gordura e tecido. Os médicos do hospital continuaram monitorando a condição e reavaliaram dois meses após o nascimento, demonstrando que suas medidas e desenvolvimento estavam dentro do esperado para sua idade. Além disso, a cauda diminui à medida que o bebê cresce, atingindo apenas 0,8 cm.

À medida que evoluiu, e depois de constatado que a remoção não causaria danos à pele do bebê com calda, os profissionais cortaram a cauda e realizaram uma cirurgia plástica reconstrutiva na área, usando tecido da própria criança, segundo o resumo da pesquisa do site de ciências Science Times.

Publicidade

A mãe do bebê com calda, que não foi identificada publicamente, teve uma gravidez tranquila e deu à luz na data prevista. A menina era a segunda filha do casal, que já tinham um menino que nasceu sem problema.

Os pesquisadores relatam 195 casos documentados na literatura científica em que humanos nasceram com “caudas” universais de até 20 centímetros. Um em cada 17 bebês com essa anormalidade também apresenta problemas de desenvolvimento mental ou esquelético, com maior incidência de atrasos no desenvolvimento em meninos.

Publicidade

Matérias Relacionadas

‘Rio de vinho’ invade ruas em Portugal e causa pânico

Ao longo do fim de semana passado, uma pequena cidade localizada no centro de...

Atentado de 11 de setembro: após 22 anos do ataque, cinco homens ainda aguardam julgamento

O atentado de 11 de setembro é lembrado nesta segunda-feira, onde um tenebroso ataque...

Britânico diz que foto no Google Maps mostra destroços de avião desaparecido da Malaysia Airlines

Um especialista em tecnologia britânico afirma ter encontrado os destroços de um avião desaparecido...